Sexta, 17 de Setembro de 2021
23°

Muitas nuvens

Vitória - ES

Opinião DEMOCRACIA

“Não há risco à democracia”

Ex-deputado federal e homem forte do presidente Jair Bolsonaro no Estado, Carlos Manato (sem partido) descartou qualquer risco à democracia brasileira, no caso envolvendo o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ)

24/02/2021 às 13h11
Por: Redação Agora ES Fonte: Por Redação AgoraES
Compartilhe:
Foto: Divulgação / Internet
Foto: Divulgação / Internet

Por Gleberson Nascimento

“Não há risco à democracia”

Ex-deputado federal e homem forte do presidente Jair Bolsonaro no Estado, Carlos Manato (sem partido) descartou qualquer risco à democracia brasileira, no caso envolvendo o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ), que fez apologia à volta da ditadura e atacou ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

“Nada bota em risco a democracia brasileira, a liberdade. Não se pode calar a imprensa e tão pouco a liberdade constitucional de se manifestar. Sou contra o deputado (Daniel Silveira) ter falado do AI-5 (Ato Institucional nº 5). Não precisava. Isso foi exagerado, mas ele tem a prerrogativa do mandato”, minimizou.

Para Manato, é balela (mentira) que a democracia está sob risco. “As pessoas têm de entender que vivemos em outro tempo: tudo vai para as redes sociais. Isso é transparência. O Supremo Tribunal Federal fez a parte dele, assim como a Câmara Federal e é vida que segue”, declarou.

Para o bolsonarista, que garante disputar o governo do Estado novamente em 2022 (ele ficou em segundo lugar na corrida ao Palácio Anchieta em 2018, sendo superado pelo governador Renato Casagrande), Silveira merece uma “puniçãozinha”. “Uma advertência pelo excesso”.

Uma no ferro

“O STF e a Câmara Federal caminham em direção a um basta ao desequilíbrio... A necessidade do respeito ao mandato parlamentar mostra que as instituições podem e devem ser questionadas, mas com sensatez; e dá um sinal claro de que não tolerará ataques ao sistema democrático”, do governador Renato Casagrande (PSB), ao analisar o desfecho para o caso do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ).

Outra na ferradura

A deputada federal Soraya Manato (sem partido) saiu em defesa do colega de plenário Daniel Silveira, que entrou no olho do furacão após ameaçar ministros do Supremo Tribunal Federal. “Temos por direito a liberdade de expressão. A Suprema Corte está rasgando a nossa Constituição Federal. A prisão do parlamentar foi um ato absurdo, controverso e autoritário”, declarou a deputada.

Corrente conservadora

A aprovação do projeto Infância Sem Pornografia, do vereador Gilvan da Federal (Patriota), que defende que os pais devem aprovar o material pedagógico usado pela escola na formação dos estudantes, sinalizou que uma corrente conservadora tomou conta da Câmara de Vitória. Só Karla Coser (PT) e Camila Valadão (Psol) votaram contra a medida, que proíbe a divulgação de imagens, músicas ou textos tidos como pornográficos ou obscenos.

Isenção de IPTU

Em nome do lema integralista: Deus, pátria e família, que embasou a campanha de Jair Bolsonaro (sem partido), os parlamentares devem aprovar novas pautas de costumes. O presidente da Câmara de Vitória, Davi Esmael (PSD), quer ver valer a lei de sua autoria que isenta imóveis alugados por igrejas do IPTU. “Não é privilégio. As igrejas têm papel social”, justifica. A bola está nos pés do prefeito Lorenzo Pazolini (Republicanos).

SOS Centro

Corre um abaixo-assinado nas redes sociais para garantir assinaturas pela manutenção do Batalhão de Trânsito da PM, na rua Bernardino Monteiro, no Parque Moscoso, no Centro de Vitória, para inibir a ação de criminosos. O documento justifica que o berço histórico da capital vem sofrendo esvaziamento, com a desocupação de órgãos públicos, e pede o fim do abano e descaso com essa parte da cidade.

Rapidinhas

Sabotagem?

O vereador de Vila Velha Devanir Ferreira (Republicanos) saiu em defesa do prefeito Arnaldinho Borgo (Podemos) no episódio das 547 vacinas contra o coronavírus que podem ter estragado na Unidade de Saúde de Vila Batista, por problema de refrigeração. “Isso não é verdade! Essa geladeira pode ter sido sabotada. Existe um grupo que trabalha pelo quanto pior, melhor”, defendeu.

Volta por cima

O suplente Dito Xaréu (PSDB), que foi cassado no ano passado pela Câmara de Guarapari por suposto recebimento de propina de empresários do ramo de entretenimento, assume a vaga de Chico Móveis, também tucano, que morreu após cair da carroceria de uma caminhonete, no dia 11. Ele deixa mulher e dois filhos. A Justiça não só havia anulado a cassação como garantido Xaréu na disputa em 2020.

Proposta de campanha

O senador Fabiano Contarato (Rede) protocolou projeto que obriga os candidatos ao Poder Legislativo a registrarem suas propostas de campanha na Justiça Eleitoral. Essa obrigação já é válida para o pleito do Executivo (prefeituras, governos estaduais e Presidência).

Presos e pandemia

Levantamento realizado entre os dias 8 e 12 deste mês, em todo o País, pela Paraná Pesquisas, aponta que 85,7% da população são contra soltar presos por causa da pandemia. Somente 8,6% concordam com a soltura e outros 5,6% não sabem ou não opinaram.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários