Domingo, 16 de Janeiro de 2022
26°

Nuvens esparsas

Vitória - ES

Esportes Tiger

Tiger Woods diz que correu risco de amputar perna após acidente de carro

Woods sofreu fraturas expostas na perna e passou por cirurgia para a inserção de uma haste de metal na tíbia e de parafusos para fortalecer os ossos do pé e tornozelo

30/11/2021 às 11h43
Por: Agora ES Fonte: FOLHAPRESS
Compartilhe:
Foto: Divulgação/Internet
Foto: Divulgação/Internet

SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS)

O golfista Tiger Woods afirmou que correu risco de ter de amputar a perna direita após grave acidente de carro, em fevereiro deste ano, em Los Angeles, nos Estados Unidos.

Woods sofreu fraturas expostas na perna e passou por cirurgia para a inserção de uma haste de metal na tíbia e de parafusos para fortalecer os ossos do pé e tornozelo.

"Houve um momento em que eu não diria que era 50% de chance, mas estava muito perto disso, se eu fosse sair daquele hospital com uma perna só. Depois [de não sofrer a amputação], quis testar e ver se ainda tinha minhas mãos. Então, mesmo no hospital, Erica [Herman, namorada dele] e Rob [McNamara, amigo do golfista] me jogavam alguma coisa, qualquer coisa", contou Woods à revista Golf Digest.

O atleta de 45 ainda declarou que não vai voltar a jogar 100% dos torneios do circuito profissional de golfe por conta da perna. O objetivo dele é disputar apenas alguns eventos.

"Acho que algo realista é jogar o circuito um dia, nunca em tempo integral, isso nunca mais, mas escolher. Escolher alguns eventos por ano e jogar. Você pratica em torno disso e se prepara para isso. Acho que é assim que terei de jogar de agora em diante. É uma realidade desafortunada, mas é a minha realidade. E eu entendo e aceito isso."

"Não preciso competir e jogar contra os melhores jogadores do mundo para ter uma boa vida. Após minha cirurgia nas costas, tive que escalar o Monte Everest mais uma vez. Eu tinha que fazer isso e fiz. Desta vez, não acho que terei corpo para escalar o Monte Everest, e tudo bem. Ainda posso participar do golfe. Ainda posso, se minha perna ficar boa, disputar um torneio aqui ou ali. Mas no que diz respeito a escalar a montanha novamente e chegar ao topo, não acho que seja uma expectativa realista da minha parte", acrescentou o golfista.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários