Terça, 07 de Dezembro de 2021
21°

Nuvens esparsas

Vitória - ES

Política Coluna JK

Bolsonaro e Lula terão palanques no Espírito Santo

Os dois principais nomes postos, até o momento, na corrida presidencial — Jair Bolsonaro (sem partido) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT) — não ficarão sem palanques no Espírito Santo

23/10/2021 às 08h59 Atualizada em 23/10/2021 às 12h06
Por: Agora ES
Compartilhe:
Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil

Os dois principais nomes postos, até o momento, na corrida presidencial — Jair Bolsonaro (sem partido) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT) — não ficarão sem palanques no Espírito Santo. Isso é o que garante aliados e correligionários dos presidenciáveis. A intenção é que as candidaturas, assim que começar o período eleitoral, contêm com palanques majoritários locais para endossar as propostas e defendê-las de eventuais ataques.

A estratégia é conhecida no meio político. Sempre que um partido lança um presidenciável é importante que tenha a maior quantidade de candidatos aos governos estaduais ou ao Senado. Esses, até pela visibilidade que passam a receber, além de disputar o cargo que pleiteiam, têm a função de manter viva, na cabeça do eleitor, o nome do presidenciável, utilizando-o sempre que possível em discursos e entrevistas. 

Mesmo sem partido, Bolsonaro não deve correr o risco de ficar sem palanque no Espírito Santo. O ex-deputado federal Carlos Manato já se prontificou a exercer o mesmo papel que no último pleito e defendê-lo. Desta vez, contudo, buscando sua reeleição à presidência da República. “Quem, da ala bolsonarista, da direita conservadora, representa mais esse segmento com viabilidade sou eu”, afirmou o ex-parlamentar, que está sem legenda e não descarta seguir o chefe do Executivo Nacional assim que decidir onde irá se filiar — tudo indica que no PP. 

Já o PT garante: “Teremos um palanque local para Lula onde caibam apoiadores que transcendam o próprio partido. Precisamos construir isso no Espírito Santo”, afirmou a presidente estadual da legenda, Jackeline Rocha. Vale destacar que a sigla, nos dois últimos pleitos, tem lançado nomes próprios ao Palácio Anchieta. “Desde 2014, com Roberto Carlos, e quatro anos depois, comigo, houve candidatura não para demarcar posição, mas para chamar atenção da sociedade capixaba que há novos caminhos”, explicou.

Nos bastidores, porém, há militante petista que não descarta uma aliança com o atual governador Renato Casagrande (PSB) para que este encabece o palanque local de Lula, principalmente após seus posicionamentos críticos quanto à gestão de enfrentamento à pandemia por parte do governo federal.  Mas, isso, não é tão fácil assim. O socialista tem uma firme aliança com o PDT estadual, que, por sua vez, busca angariar votos ao seu próprio presidenciável, Ciro Gomes. 

Outra possibilidade é que Lula conte com mais de um palanque. Ou seja, dois candidatos majoritários, cada um dentro de suas possibilidades, dando visibilidade local à sua candidatura. 

De qualquer forma, uma coisa é certa: as alianças locais para composição destes palanques passarão por outras instâncias antes de consolidadas, ou seja, os partidos nacionais darão as diretrizes principais. Enquanto isso, cabe aos diretores locais e apoiadores criarem um ambiente favorável às aspirações de seus filiados sem descuidar dos objetivos nacionais.

RAPIDINHAS

Diálogo (ou não) 

Para seus objetivos de disputar novamente o governo do Estado, o ex-deputado federal Carlos Manato lista partidos que podem estabelecer um diálogo e aqueles que ele não vê possibilidade. “Não dá para conversar com PDT, PSB, PSOL e PCdoB. São projetos antagônicos. Mas o PSDB dá para conversar, o PSD, o Avante, o Podemos”, detalhou. 

Gleice Hoffmann 

Presidente nacional do PT, a deputado federal Gleice Hoffmann deve vir ao Espírito Santo já no próximo mês e buscar agendas para dialogar com o governador Renato Casagrande (PSB); com o ex-prefeito da Serra, Audifax Barcelos (Rede); com o prefeito da Linhares, Guerino Zanon (MDB); com o senador Fabiano Contarato (Rede); todos nomes cotados ao Palácio Anchieta. Além deles, deve encontrar presidentes regionais de legendas de esquerda, como PCdoB, PSOL.

Pro forma

Em entrevista ao programa Roda Viva, o senador Fabiano Contarato (Rede) foi questionado sobre o apoio que recebeu de parlamentares após seu discurso denunciando crime de homofobia cometido pelo empresário bolsonarista Otávio Fakhoury, depoente na CPI da Covid. “Não tenho dúvida que muitas declarações foram pro forma. 

Logo depois do episódio, tive uma reunião de líderes e todos se solidarizaram. Fiz uma provocação: transformar o ato de solidariedade e criar um pacote com atos que já estão consolidados”, afirmou, referindo-se ao casamento de pessoas do mesmo sexo, direito a pensão em caso de morte, adoção, doação de sangue e outros direitos já reconhecidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF), mas ainda não estabelecidos em lei. 

Jogos indígenas

Foi enviado para sanção do governador Renato Casagrande (PSB) projeto de lei que inclui os jogos tradicionais indígenas no calendário esportivo do Espírito Santo. A proposição, de autoria da deputada Iriny Lopes (PT), já foi aprovada em plenário. “O evento dos Jogos Tradicionais Indígenas é a oportunidade de revitalizar práticas outrora esquecidos ou adormecidas afim de colocá-las em evidências”, justificou a parlamentar.

MDB capixaba 

A senadora Rose de Freitas reuniu o diretório do MDB para traçar estratégias para 2022. Nos últimos anos, principalmente com a desfiliação do ex-governador Paulo Hartung (sem partido), o partido tem perdido nomes importantes, como os deputados estaduais Marcelo Santos (Podemos) e José Esmeraldo (sem partido). 

A sigla, que já teve cinco parlamentares na Assembleia em uma mesma legislatura, hoje conta apenas com Hércules Silveira. Na bancada federal capixaba, não ocupa nenhuma cadeira.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
JK (Juscelino Kubitschek)
JK (Juscelino Kubitschek)
Sobre A Coluna Juscelino Kubitschek, ou simplesmente JK, leva aos leitores do Agora ES assuntos da política capixaba, seja no Espírito Santo ou em Brasília.
Vitória - ES Atualizado às 20h40 - Fonte: ClimaTempo
21°
Nuvens esparsas

Mín. 22° Máx. 27°

Qua 28°C 21°C
Qui 25°C 20°C
Sex 27°C 19°C
Sáb 30°C 20°C
Dom 31°C 20°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes