Terça, 30 de Novembro de 2021
27°

Trovoada

Vitória - ES

Esportes Fluminense

Fluminense tenta encerrar jejum de gols após estacionar no Brasileiro

Desde o golaço de Luiz Henrique na vitória sobre o Red Bull Bragantino em 26 de setembro, aos 42 minutos da primeira etapa, 318 minutos em campo se passaram sem contar acréscimos nas partidas

15/10/2021 às 23h05
Por: Agora ES Fonte: FOLHAPRESS
Compartilhe:
Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS)

O Fluminense chega ao confronto com o Athletico-PR às 16h deste domingo (17), na Arena da Baixada, tentando voltar a vencer depois de três jogos —o período coincide com um jejum de gols da equipe tricolor, que, além de não marcar, ainda acumulou falhas defensivas e, assim, estacionou no Campeonato Brasileiro.

Desde o golaço de Luiz Henrique na vitória sobre o Red Bull Bragantino em 26 de setembro, aos 42 minutos da primeira etapa, 318 minutos em campo se passaram —sem contar acréscimos nas partidas. De lá para cá, a equipe de Marcão sofreu quatro gols e não fez nenhum. No período, foram duas derrotas, para Fortaleza e Corinthians, e um empate, com o Atlético-GO. O time soma 33 pontos, na nona posição.

"Tivemos oportunidades no jogo passado [contra o Atlético-GO], tivemos algumas nesse jogo [diante do Corinthians], e o que falamos é: trabalho. Continuamos trabalhando. Temos que ter certeza que estaremos preparados para concluir em gol as oportunidades que vierem", disse Marcão ao ser questionado sobre os problemas do ataque.

No período de seca, o Fluminense finalizou 42 vezes, sendo 11 na meta adversária. Apenas três, entretanto, foram grandes chances criadas, segundo dados do Sofascore.

O problema no ataque é ainda maior porque Fred, artilheiro do Fluminense na temporada com 18 gols, está no departamento médico. O camisa 9 sofreu uma fissura na falange distal do quinto dedo do pé esquerdo e está fora por tempo indeterminado.

Em sua ausência, Bobadilla tem sido titular, mas não marca há quatro partidas, desde o empate com o Cuiabá. O argentino naturalizado paraguaio balançou as redes apenas quatro vezes no futebol brasileiro.

Há esperança ainda no jovem John Kennedy, artilheiro do sub-20 e que detém o mesmo número de gols de Bobadilla pelo Fluminense. No entanto, ele tem recebido poucas chances por enquanto —são apenas 102 minutos dele na Série A em 2021.

"Esse processo [de dar chances aos jovens] é bem feito, bem analisado, e podem ter certeza que, quando esses meninos tiverem oportunidade, eles estarão aqui e nos ajudarão. É oportunidade. Veio, trabalhou bem, forte, e mereceu a titularidade? Não vamos ver problema nenhum com ele jogar e nos ajudar", disse Marcão, citando também Matheus Martins e Wallace, outros destaques dos juniores.

O Fluminense ainda vê seu vice-artilheiro na temporada viver momento ruim. Com sete gols até aqui, o uruguaio Abel Hernández não marca desde julho e acabou ultrapassado pela concorrência nas Laranjeiras.

O ataque tricolor também conta com os jovens Luiz Henrique e Gabriel Teixeira, com cinco gols cada na temporada —assim como Nenê, que já rescindiu contrato e hoje está no rival Vasco, na Série B. Com pouco poder de fogo, a situação do Fluminense se complica.

Sem pontuar, o time tricolor viu os rivais do G6 se distanciarem. No meio da tabela, ainda está na zona de classificação hipotética à próxima Libertadores, que premiará os brasileiros com nove vagas em função dos títulos da própria competição e da Sul-Americana, ambas com finais brasileiras já definidas.

Por outro lado, o Fluminense viu também diminuir a margem para a zona de rebaixamento: são apenas seis pontos a mais que o Bahia, que abre o Z-4 e também acumula 25 partidas até aqui.

Internamente, o descenso não é visto como possibilidade, embora a irregularidade ligue o sinal de alerta. Com Marcão, a equipe tem 53,3% de aproveitamento no Brasileiro, desempenho idêntico ao do quinto colocado Palmeiras. Mas, com o início ruim sob o comando de Roger Machado, a média total é insuficiente para fazer o time tricolor alçar voos maiores na competição.

Estádio: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Horário: 16h (de Brasília) deste domingo (17)

Árbitro: Felipe Fernandes de Lima (MG)

VAR: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (FIFA-MG)

Transmissão: TV Globo

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários