Sábado, 16 de Outubro de 2021
31°

Nuvens esparsas

Vitória - ES

Geral Espírito Santo

Policiais do Estado participam de formação em Análise Criminal

A formação é uma iniciativa do Observatório da Segurança Cidadã (OSC/ES), coordenado pelo Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN)

14/10/2021 às 15h54
Por: Agora ES Fonte: Secom Espírito Santo
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom Espírito Santo
Foto: Reprodução/Secom Espírito Santo

Cerca de 50 agentes das forças de segurança do Espírito Santo participaram, nessa quinta-feira (14), da primeira aula do curso de Análise Criminal, promovido pelo Governo do Estado. A formação é uma iniciativa do Observatório da Segurança Cidadã (OSC/ES), coordenado pelo Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), no âmbito do Programa Estado Presente em Defesa da Vida. O objetivo é capacitar os policiais no campo estratégico e ampliar as ações de inteligência no combate à violência.

Nessa primeira edição, as vagas foram preenchidas por policiais civis e militares das Áreas Integradas de Segurança Pública (AISP) e das Regiões Integradas de Segurança Pública (RISP) do Estado, designados pelos coordenadores de área de cada instituição. A intenção é de que o curso seja ofertado semestralmente e inclua agentes da Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar, Guardas Municipais e demais gestores da área de segurança.

“O primeiro curso de Análise Criminal realizado por nosso governo é mais uma ação para que possamos avançar ainda mais na revisão metodológica e nas estratégias do Programa Estado Presente em Defesa da Vida. Fazer análise correta da dinâmica da criminalidade em cada bairro, em cada município, é fundamental para seguirmos em frente com policiamento orientado para a solução do problema e, assim, levarmos mais segurança e tranquilidade para a sociedade capixaba”, disse o secretário de Estado de Economia e Planejamento, Álvaro Duboc.

Coordenador-executivo do Programa Estado Presente em Defesa da Vida, o secretário ressaltou que, associada à estratégia e ao método, a qualificação dos profissionais das forças de segurança é fundamental para a redução da criminalidade. “Desde o início da gestão, investimos fortemente em recursos humanos, equipamentos, infraestrutura para nossas unidades policiais, tecnologia e inteligência na área da Segurança Pública, para reduzirmos a violência letal e levarmos paz para a sociedade capixaba”, afirmou Duboc.

O secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, Alexandre Ramalho, destacou a importância do curso de Análise Criminal na formação de novos gestores e no planejamento das políticas públicas na área de segurança.

“O curso dará um norte para a segurança pública, numa visão maior, formando novos gestores dentro das Áreas Integradas de Segurança Pública e das Regiões Integradas de Segurança Pública do Estado Presente. Os gestores poderão, baseados em análises e dados estatísticos, empregar muito melhor seus recursos operacionais”, pontuou Alexandre Ramalho.

“O Governo do Estado, com o Programa Estado Presente, vem aprimorar as ações da segurança pública em três frentes que se integram:  a estruturação do trabalho, com a recomposição de efetivo e investimento ainda maior em tecnologia, por exemplo; a governança, como as reuniões das RISPs e a própria participação ativa do governador Renato Casagrande nas decisões; e a qualificação do trabalho policial, com investimento na formação das pessoas. E é isso que estamos fazendo”, destacou o diretor-presidente do Instituto Jones dos Santos Neves, Daniel Cerqueira.

Para o gerente do Observatório da Segurança Pública e coidealizador do curso, Carlos Souza, a capacitação é fundamental na formação do agente de segurança pública: “a identificação e o monitoramento de padrões na incidência criminal proporcionam a correta aplicação do recurso operacional e é determinante para o sucesso das políticas públicas implantadas.”

“O curso oferece instrumentais teóricos e práticos para a construção do conhecimento na segurança pública. Os alunos terão noções de estatística e interpretação de dados, permitindo a análise e o cruzamentos de informações. Isso trará um ganho significativo no campo estratégico de combate à violência no Estado”, explicou a coordenadora do Observatório da Segurança Cidadã, Bárbara Caballero.

A formação segue até dezembro deste ano, de forma híbrida, com aulas virtuais e presenciais. Os participantes conhecerão ainda o Centro Integrado Operacional de Defesa Social (Ciodes), localizado na Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Sesp); e a Central de Teleflagrante e o Centro de Inteligência e Análise Telemática (CIAT), da Polícia Civil do Espírito Santo (PCES).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários